Download grátis: 50 livros clássicos em português

A Biblioteca Domínio Público do Ministério da Educação conta com diversas obras em formato digital disponíveis para download gratuito. A Universia Brasil selecionou 50 obras clássicas de autores portugueses e brasileiros que estão disponíveis na biblioteca Domínio Público e divulgou em seu portal. Excelente trabalho de divulgação! Veja a lista a seguir:
 
 
 

2. » Pai Contra Mãe, de Machado de Assis

3. » O Eu Profundo e os Outros Eus, de Fernando Pessoa

4. » A Cartomante, de Machado de Assis

5. » Poesias Inéditas, de Fernando Pessoa

6. » Cancioneiro, de Fernando Pessoa

7. » A Igreja do Diabo, de Machado de Assis

8. » A Carteira, de Machado de Assis

9. » Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa

10. » Os Lusíadas, de Luís Vaz de Camões

11. » Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis

12. » O Guardador de Rebanhos, de Fernando Pessoa

13. » A Carta, de Pero Vaz de Caminha

14. » Este Mundo da Injustiça Globalizada, de José Saramago

15. » Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente

16. » A Cidade e as Serras, de José Maria Eça de Queirós

17. » A Volta ao Mundo em 80 Dias, de Júlio Verne

18. » O Alienista, de Machado de Assis

19. » A Mão e a Luva, de Machado de Assis

20. » Édipo-Rei, de Sófocles

21. » O Cortiço, de Aluísio Azevedo

22. » Iracema, de José de Alencar

23. » Senhora, de José de Alencar

24. » A Moreninha, de Joaquim Manuel de Macedo

25. » O Banqueiro Anarquista, de Fernando Pessoa

26. » O Espelho, de Machado de Assis

27. » O Guarani, de José de Alencar

28. » Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida

29. » O Crime do Padre Amaro, de José Maria Eça de Queirós

30. » Adão e Eva, de Machado de Assis

31. » Canção do Exílio, de Antônio Gonçalves Dias

32. » Sonetos, de Luís Vaz de Camões

33. » Os Sertões, de Euclides da Cunha

34. » Quincas Borba, de Machado de Assis

35. » Os Maias, de José Maria Eça de Queirós

36. » Alma inquieta, de Olavo Bilac

37. » O Navio Negreiro, de Antônio Frederico de Castro Alves

38. » Esaú e Jacó, de Machado de Assis

39. » O Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Afonso Henriques de Lima Barreto

40. » As Primaveras, de Casimiro de Abreu

41. » A Chave, de Machado de Assis

42. » Lucíola, de José de Alencar

43. » Camões, de Joaquim Nabuco

44. » A Viuvinha, de José de Alencar

45. » Helena, de Machado de Assis

46. » Carolina, de Casimiro de Abreu

47. » Noite de Almirante, de Machado de Assis

48. » A Viúva Sobral, de Machado de Assis

49. » Astúcias de Marido, de Machado de Assis

50. » A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas


Portal SciELO Livros: novo portal de livros eletrônicos

O Portal Scielo Livros é a mais nova forma de acesso a material científico disponível na web. Vamos aproveitar esse veículo de comunicação para realizar nossas pesquisas científicas.

SciELO Livros: http://books.scielo.org

Matéria publicada na Revista FAPESP, Por Elton Alisson.

Agência FAPESP – Foi lançado em 30 de março, durante evento na Universidade Estadual Paulista (Unesp), em São Paulo, o portal SciELO Livros.

Integrante do programa Scientific Eletronic Library Online SciELO Brasil – resultado de um projeto financiado pela FAPESP em parceria com o Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme) –, o portal visa à publicação on-line de coleções de livros de caráter científico editados, prioritariamente, por instituições acadêmicas.

A iniciativa pretende aumentar a visibilidade, o acesso, o uso e o impacto de pesquisas, ensaios e estudos realizados, principalmente, na área de humanas, cuja maior parte da produção acadêmica é publicada na forma de livros.

“Uma porcentagem significativa de citações que os periódicos SciELO fazem, principalmente na área de humanas, está em livros. E como um dos objetivos da coleção SciELO é interligar as citações entre periódicos, a ideia é também fazer isso com livros”, disse Abel Packer, membro da coordenação do programa SciELO, à Agência FAPESP.

De acordo com Packer, a ideia do projeto foi sugerida em 2007 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e foi iniciado em 2009 sob a liderança e financiamento de um grupo formado pelas editoras da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Fiocruz.

O desenvolvimento da plataforma metodológica e tecnológica contou com a cooperação da Bireme, e a execução do projeto teve apoio institucional e de infraestrutura da Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Inicialmente, o portal reunirá cerca de 200 títulos, distribuídos mais ou menos igualmente entre as editoras das três universidades. A partir do lançamento, a expectativa é que a coleção possa contar com a adesão de outras editoras acadêmicas.

Para integrar o portal, as editoras e as obras são selecionadas de acordo com padrões de controle de qualidade aplicados por um comitê científico e os textos são formatados de acordo com padrões internacionais que permitem o controle de acesso e de citações.

A publicações poderão ser lidas por meio de plataformas de e-books, tablets, smartphones ou na tela de qualquer computador, acessadas diretamente do portal ou de buscadores na internet, como o Google, e também serão publicadas em portais internacionais.

“A ideia é contribuir para desenvolver infraestrutura e capacidade nacional na produção de livros em formato digital e on-line, seguindo sempre o estado da arte internacional”, explicou Packer.

Segundo ele, a plataforma metodológica e tecnológica desenvolvida para publicação de livros eletrônicos para a coleção da SciELO Brasil deverá ser utilizada por outros países que formam a rede SciELO para publicar suas coleções nacionais, com gestão autônoma.

Venda de livros

Além das obras com acesso aberto e gratuito, o portal SciELO Livros também possui uma área na qual será possível ao usuário comprar obras das editoras integrantes do projeto no formato e-book.

“A venda deverá ser uma das fontes de recursos financeiros previstos na operação autosustentável do portal. Isso representa uma novidade para o SciELO, que tem acesso totalmente aberto para os seus periódicos. Entretanto, o número de livros em acesso aberto deverá predominar”, disse Packer.

Segundo ele, a meta inicial é publicar entre 300 a 500 títulos por ano no portal. Entretanto, esse número de publicações dependerá da reação das editoras e do público.

“Se o projeto tiver um sucesso semelhante ao do SciELO Periódicos, o desenvolvimento do portal poderá ser mais rápido, e ele deverá contar com muito mais livros”, estimou.

Criada em 2007, o SciELO Brasil é, segundo o Ranking Web of World Repositories, conhecido como Webometrics, o líder mundial entre os maiores portais de informação científica em acesso aberto e gratuito no mundo.

Em 2011, de acordo com Packer, a coleção SciELO Brasil teve uma média diária de 1,2 milhão de downloads de artigos. Seu modelo de publicações de periódicos é adotado hoje por diversos países e forma uma rede de coleções nacionais.

Os países com coleções certificadas estendem-se pela América Latina, como Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, México e Venezuela, e Europa (Espanha e Portugal). A coleção da África do Sul está prevista para ser qualificada e certificada em 2012.

A expectativa é que esses países também venham adotar o modelo SciELO de publicação de livros em formato digital.

 

Fonte: http://agencia.fapesp.br/15402

 

Saiba como procurar artigos acadêmicos de graça na Internet

Encontrei essa matéria no website TechTudo – a tecnologia descomplicada. Ela traz esclarecimentos sobre artigos científicos na Internet e uma sugestão de Biblioteca Digital com acesso gratis. Essa sugestão vai pra lista de Bibliotecas Digitais e Sites para Pesquisa Científica do Blog Carol Luvizotto! (localizada no menu, no lado direito)

——
Na hora de escrever um trabalho acadêmico, seja na faculdade ou na pós-graduação, não dá pra citar a Wikipedia como fonte. Um dos princípios da ciência é que ela é construída de forma interativa, ou seja, o trabalho dos que vieram antes serve de base para o seu trabalho, e assim por diante.

Por isso é importante usar fontes confiáveis, e no mundo acadêmico essas fontes são os periódicos científicos. Como o próprio nome já diz, são publicações periódicas nas quais as mais recentes descobertas e pesquisas são publicadas após passar por um filtro formado por outros pesquisadores da área, também chamados de “pares”.

Acesso Restrito versus Acesso Livre

Existem periódicos especializados em todas as áreas do conhecimento humano, da medicina à entomologia (estudo dos insetos), passando pela ciência da computação. Infelizmente, grande parte desses periódicos está nas mãos de grandes editoras acadêmicas, que cobram bem caro pelo acesso ao texto completo dos artigos. Você consegue visualizar, no máximo, o título, os autores e o resumo. E sabe o que é pior? Os autores originais não recebem nenhuma compensação monetária por isso.

Se você estuda em uma universidade federal ou estadual que possua convênio com a CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), você está com sorte: dentro do seu campus você consegue acessar e fazer download das principais bases de artigos pagas do mundo.

Mas se você, por outro lado, não tem essa facilidade, nem tudo está perdido: há boas opções de bases que indexam e disponibilizam artigos de periódicos que seguem a filosofia do acesso livre, ou seja, o texto completo está ali para quem quiser consultá-lo e usá-lo como base da sua pesquisa.

A Iniciativa dos Arquivos Livres (OAI, na sigla em inglês) pretende ajudar na disseminação do conhecimento científico facilitando seu acesso. E faz todo o sentido, não é mesmo? Afinal, para pesquisas realizadas com patrocínio público, quem está pagando é você também.

Ah, uma dica importante: isso não quer dizer que você pode copiar o texto dos artigos e dizer que são seus, ok? Isso é considerado plágio e invalida todo o seu trabalho. Toda a sua pesquisa precisa ser creditada com os nomes do autores corretos, quando houver citações.

Bases que oferecem acesso a artigos completos

Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD)

Essa base é mantida pelo IBICT, o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, e pretende ser uma base exaustiva de todas as teses e dissertações produzidas em programas de Mestrado e Doutorado de instituições públicas (e algumas particulares) brasileiras. É obrigação dos alunos que defendem sua tese ou dissertação de disponibilizar o conteúdo completo na base desde 2002. Possui atualmente mais de 150.000 obras disponíveis para consulta.

Fonte: TechTudo – a tecnologia descomplicada.
Por: Anna Raquel

Leia mais sobre Bibliotecas Digitais/Virtuais neste Blog

Leia mais sobre Pesquisa Científica neste Blog

Bibliotecas Digitais e Sites para Pesquisas Científicas

Este post apresenta uma lista de Bibliotecas Digitais e Sites para Pesquisas Científicas. A lista também está localizada ao centro, no menu superior do Blog.

São 24 links para fontes confiáveis de pesquisa científica e a lista é constantemente atualizada.

 

Biblioteca Virtual: FGV Projetos

Mais uma dica sobre Bibliotecas Virtais…

A FGV Projetos é a unidade de extensão de ensino e pesquisa da Fundação Getulio Vargas, responsável pela aplicação do conhecimento acadêmico, gerado e acumulado em suas escolas e institutos.

As Coleções desta Comunidade são:

• Cadernos FGV Projetos
• FGV Projetos – Estudos e Pesquisas
• FGV Projetos – Lâminas de Projetos

Você pode acessar todo o material disponível na biblioteca pelo endereço: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/6902

268 livros sobre redes sociais, comunicação e web 2.0 para download

Aqui vai uma dica sobre e-books nas áreas temáticas de redes sociais, comunicação e web 2.0. Vale a pena conferir.

Para ter acesso aos links desses livros e fazer o download dessas obras basta acessar a página do Blog Midia8. Lá você encontra essa lista completa e o link para cada um desses livros.

Boa leitura!

Alguns livros disponibilizados pelas E-Consulting

01. Web 2.0
02. TI corporativa
03. B2B e cadeias digitalmente integradas
04. E-commerce
05. Mobilidade
06. Internet corporativa
07. Novas mídias
08. Governança de TI e internet
09. Relacionamento online
10. E-marketing
11. Tecnologias para comunicação e relacionamento
12. Os impactos dos novos canais na comunicação tradicional
13. A web no modelo de negócio

Livros em Português

01. Como escrever para a web (Guillermo Franco)
02. O que é o virtual? (Pierre Lévy)
03. Jornalismo 2.0: como viver e prosperar (Mark Briggs)
04. Web 2.0: erros e acertos (Paulo Siqueira)
05. Para entender a internet (org. Juliano Spyer)
06. Redes sociais na internet (Raquel Recuero)
07. Televisão e realidade (Itania Gomes)
08. Autor e autoria no cinema e televisão (José Francisco Serafim)
09. Comunicação e mobilidade (André Lemos)
10. Comunicação e gênero: a aventura da pesquisa (Ana Carolina Escosteguy)
11. Conceitos de comunicação política (org. João Carlos Correia)
12. O paradigma mediológico: Debray depois de McLuhan (José A. Domingues)
13. Informação e persuasão na web (org. Paulo Serra e João Canavilhas)
14. Teoria e crítica do discurso noticioso (João Carlos Correia)
15. Redefinindo os gêneros jornalísticos (Lia Seixas)
16. Novos jornalistas: para entender o jornalismo hoje (org. Gilmar R. da Silva)
17. O marketing depois de amanhã (Ricardo Cavallini)
18. Branding: um manual para você gerenciar e criar marcas (José R. Martins)
19. Grandes Marcas Grandes Negócios (José R. Martins)
20. Relações Públicas digitais (org. Marcello Chamusca e Márcia Carvalhal)
21. Ferramentas digitais para jornalistas (Sandra Crucianelli)
22. Blogs.com: estudos sobre blogs (org. Raquel Recuero, Adriana Amaral e Sandra Montardo)
23. Mobilize: guia prático sobre marcas e o universo mobile (Ricardo Cavallini)
24. Mídias sociais: perspectivas, tendências e reflexões (e-books coletivo)
25. Manuais de cinema I: laboratório de Guionismo (Luís Nogueira)
26. Manuais de cinema II: gêneros cinematográficos (Luís Nogueira)
27. Manuais de cinema III: planificação e montagem (Luís Nogueira)
28. Manuais de cinema IV: os cineastas e a sua arte (Luís Nogueira)
29. Homo consumptor: dimensões teóricas da publicidade (Eduardo Camilo)
30. Retória e mediação II: da escrita à internet (orgs. Ivone Ferreira e María Cervantes)
31. O conceito de comunicação na obra de Bateson (Maria Centeno)
32. Comunicação e estranheza (Suzana Morais)
33. Néon digital: um discurso sobre os ciberespaços (Herlander Elias)
34. Manual da teoria da comunicação (Joaquim Paulo Serra)
35. Estética do digital: cinema e tecnologia (orgs. Manuela Penafria e Mara Martins)
36. Jornalismo digital e terceira geração (org. Suzana Barbosa)
37. Comunicação e ética (Anabela Gradim)
38. Blogs e a fragmentação do espaço público (Catarina Rodrigues)
39. Sociedade e comunicação: estudos sobre jornalismo e identidades (João Correia)
40. Teorias da comunicação (orgs. José Manual Santos e João Correia)
41. Comunicação e poder (org. João Correia)
42. Comunicação e política (org. João Correia)
43. Manual de jornalismo (Anabela Gradim)
44. A informação como utopia (Joaquim Paulo Serra)
45. Jornalismo e espaço público (João Correia)
46. Semiótica: a lógica da comunicação (Antônio Fidalgo)
47. Informação e sentido: o estatuto espistemológico da informação (Joaquim Serra)
48. Informação e comunicação online I: jornalismo online (org. Joaquim Serra)
49. Informação e comunicação online II: internet e com. promocional (org. Joaquim Serra)
50. Campos da comunicação (orgs. Antônio Fidalgo e Paulo Serra)
51. Jornalistas da web: os primeiros 10 anos (Jornalistas da web)
52. Onipresente (Ricardo Cavallini)
53. O uso corporativo da web 2.0 e seus efeitos com o consumidor (André Santiago)
54. Caderno de viagem: comunicação, lugares e tecnologia (André Lemos)
55. Desenvolvimento de uma fonte tipográfica para jornais (Fernando Caro)
56. Perspectivas do Direito da propriedade intelectual (Helena Braga e Milton Barcellos)
57. E o rádio? Novos horizontes midiáticos (Luiz Ferraretto e Luciano Klockner)
58. Manual de redação do jornalismo online (Eduardo de Carvalho Viana)
59. Jornalismo internacional em redes (Cadernos da Comunicação)
60. Cartilha de redação web: padrões Brasil e-Gov (Governo Federal)
61. A cibercultura e seu espelho (orgs. Eugênio Trivinho e Edilson Cazeloto)
62. Direitos do homem, imprensa e poder (Isabel Morgado)
63. Conceito e história do jornalismo brasileiro na ‘Revista de Comunicação’
64. Tendências e prospectivas. Os ‘novos’ jornais (OberCom)
65. O livro depois do livro (Giselle Beiguelman)
66. A internet em Portugal (OberCom)
67. Memórias da comunicação (orgs. Cláudia Moura e Maria Berenice Machado)
68. Comunicação multimídia (org. Maria Jospe Baldessar)
69. Cultura digital.br (orgs. Rodrigo Savazoni e Sérgio Cohn)
70. História da mídia sonora (orgs. Nair Prata e Luciano Klockner)
71. História das relações públicas (Cláudia moura)
72. Manual de laboratório de jornalismo na internet (Marcos Palacios e Beatriz Ribas)
73. O ensino do jornalismo em redes de alta velocidade (Marcos Palacios e Elias Machado)
74. Retórica e mediação: da escrita à internet (orgs. Ivone Ferreira e Paulo Serra)
75. Design/Web/Design: 2 (Luli Radfaher)
76. A arte de despediçar energia (Ricardo Cavalline)
77. A blogosfera policial no Brasil (orgs. Silvia Ramos e Anabela Paiva)
78. Direitos humanos na mídia comunitária (UNESCO)
79. Do broadcast ao socialcast (Manoel Fernandes)
80. Manual de assessoria de comunicação (FENAJ)
81. Manual de sobrevivência online (Leoni)
82. Olhares da rede (orgs. Claudia Castelo Branco e Luciano Matsuzaki)
83. A democracia impressa (Heber Ricardo da Silva)
84. Design e ergonomia (Luis Carlos Paschoarelli)
85. Design e planejamento (Marizilda do Santos Menezes)
86. História e comunicação na nova ordem internacional (Maximiliano Martin Vicente)
87. O percurso dos gêneros do discurso publicitário (Ana Lúcia Furquim)
88. Representações, jornalismo e a esfera pública democrática (Murilo Soares)
89. Princípios Inconstantes (Itaú Cultural, com coordenação de Claudiney Ferreira)
90. Mapeamento do ensino de jornalismo cultural no Brasil em 2008 (Itaú Cultural)
91. Mapeamento do ensino de jornalismo digital no Brasil em 2010 (coord. Alex Primo)
92. Dinheiro na internet: como tudo funciona (Katiero Porto)
93. Como criar um blog: de desconhecido a problogger (Paulo Faustino)
94. Futuros imaginários: das máquinas pensantes à aldeia global (Richard Barbrook)
95. Além das redes de colaboração (orgs. Nelson De Luca Pretto e Sérgio Silveira)
96. Guia prático de marketing na internet para pequenas empresas (Cláudio Torres)
97. Políticas, padrões e preocupações de jornais e revistas brasileiros (UNESCO)
98. Teoria e pesquisa no contexto dos indicadores de desenv. da mídia (UNESCO)
99. Qualidade jornalística: ensaio para uma matriz de indicadores (UNESCO)
100. Sistema de gestão da qualidade aplicada ao jornalismo (UNESCO)
101. Manual de sobrevivência no mundo digital (Leoni)
102. Branding 1001: o guia básico para a gestão de marcas de produtos (Ricardo e Fernando Jucá)
103. Marca corporativa: um universo em expansão (Levi Carneiro)
104. Marketing 1 to 1 (Peppers&RogersGroup)
105. Tudo o que você precisa aprender sobre o Twitter (Talk)
106. Cultura livre (Lawrence Lessing)
107. As marcas na agenda dos CEOs (Troiano Consultoria)
108. Guia da reputação online (António Dias)
109. I Pró-Pesq – Encontro nacional de pesquisadores em PP (USP)
110. O ABCD do planejamento estratégico (Lowe)
111. Suprassumo Mídia Boom (Mídia Boom)
112. Vida para consumo (Zygmunt Bauman)
113. As redes sociais na era da comunicação interativa (Giovanna Figueiredo)
114. Escola de redes (Augusto de Franco)
115. Blog: jornalismo independente (Fernanda Magalhães)
116. Vidro e vidraça: crítica de mídia e qualidade no jornalismo (org. Rogério Christofoletti)
117. Smart digital. conteúdo social (Bruno de Souza)
118. Jornalismo e convergência (orgs. Claudia Quadros, Kati Caetano e Álvaro Larangeira)
119. Perspectivas da pesquisa em com. digital (orgs. Adriana Amaral, Maria Aquino e Sandra Montardo)
120. Open source: evolução e tendências (Cezar Taurion)
121. Redes sociais e inovação digital (org. Gil Giardelli)

Livros em inglês

01. The new rules os viral marketing (David Meerman Scott)
02. Podcast marketing ebook (Christopher Penn)
03. Social web analytics (Social Web Analytics)
04. Masters of marketing (Starup Internet Marketing)
05. Get viral get visitors (Stacie MAhoe)
06. Geeks guide to promoting yourself with Twitter (Geekpreneur)
07. The zen of blogging (Hunter Nutall)
08. A primer in social media (Smash Lab)
09. SEO for WordPress blogs (Blizzard Internet)
10. The essencial guide of social media (Brian Solis)
11. The word of mouth manual – vol. II (Dave Balter)
12. Time management for creative people (Mark McGuinness)
13. Social media: your organisation and web 2.0 (Trevor Cook e Lee Hopkins)
14. Cyberpunk 2.0: fiction and contemporary (Herlander Elias)
15. The impact of digital on journalism in Latin America (Guillermo Franco)
16. What matters now (Seth Godin)
17. Red kayaks and hidden gold: citizen journalism (John Kelly)
18. Science and the media (Donald Kennedy e Overholser Ginebra)
19. New media makers (Jan Schaffer´s)
20. Social media marketing GPS (Toby Bloomber)
21. Four hour sleep week (HotBlogTips)
22. Communicate better with social media marketing (AuthorityDomains.com)
23. From stats to strats (Bonsai Interactive Marketing)
24. Fishing where te fish are (Chris Brogan)
25. The art of corporate blogging (Radian6)
26. The art of community (Jono Bacon)
27. Let´s Talk: social media for small business (John Jantsch)
28. Customer service: the art of listening and engagement (Brian Solis)
29. Taking your talent to the web (Jeffrey Zeldman)
30. Web designer´s success guide (Kevin Airgid)
31. Designing for the web (Mark Boulton)
32. Design your imagination (WebGuru India)
33. Time management for creative people (Mark McGuinness)
34. Web style guide (WebStyleGuide)
35. Pure design (Mário Garcia)
36. Strategy of giving (Miika Leinonen)
37. The future of ideas (Lawrence Lessing)
38. A beginners guide to social media (Simply Zesty)
39. 50 innovative social media campaigns (Simply Zesty)
40. The future of repuation (Daniel J. Solove)
41. The wealth of networks (Yochai Benkler)
42. Google: search engine optimization (Google)
43. Master of marketing (Michael Enlow)
44. How to write a marketing plan (Peter Geisheker)
45. What is social media? (Antony Mayfield)
46. Effective internet presence (Ted Demopoulo)
47. Introduction to goog usability (Peter Pixel)
48. We have a website. Now what? (Craig Rentmeester)
49. Free culture (Lawrence Lessing)
50. The challenges of the digital era (Observatorio de la ilustración gráfica)51. Deep secrects os successful blogging (Chikita)
52. Building a social media team (Altitude)
53. The simple web (Skellie)
54. The essencial guide of social media (Brian Solis)
55. Blogging on my mind (Nabil Khan)
56. How to presente with Twitter and other backchannels (Olivia Mitchell)
57. The definitive Twitter resource guide (Stephen e Alicia Pierce)
58. The fall of PR & the rise of advertising (Stefan Engeseth)
59. The word of mouth manual II (Dave Balter)
60. Social media: your organization and web 2.0 (Trevor Cook & Lee Hopkins)
61. Mobile tools reviewed (rjionline.org)
62. Mobile journalism in the Asian region (Stephen Quinn)
63. Facebok pages guide (allfacebook.com)
64. Oh my Gog what happened and what should I do? (Innovative Thunder)
65. Social media in the arab world (Jeffrey Ghannam)
66. Reuters handbook of journalismo (Reuters)
67. Geek´s guide to promoting yourself with Twitter (Geek Preneur)
68. The art and science of social media and community relations (Brian Solis)
69. Online journalism: research methods (eds. Marcos Palacios and Javier Noci)

Livros em espanhol

01. Comunicación multicultural em Iberoamérica (José Marques de Melo)
02. Marketing e comunicación (José Sixto García)
03. Retórica en la empresa: las habilidades comunicativas (María Cervantes)
04. Herramientas digitales para periodistas (Sandra Crucianelli)
05. Periodismo digital en un paradigma de transición (Fernando Irigaray)
06. Webnoticia: propuesta de modelo periodístico pala la www (João Canavilhas)
07. El impacto de las tec. digitales en el periodismo en AL (Guillemro Franco)
08. Inteligencia colectiva (Pierre Lévy)
09. Predicciones para los Social Media 2010 (Marc Cortés)
10. Geekonomía (Hugo Pardo)
11. Manual de periodismo independiente (Deborah Potter)
12. La revolución de la prensa digital (Cuadernos de Comunicación Evoca)
13. Dictadura del diseño (Carlos Carpintero)
14. Quiénes son los YouTubers? (Estudio de usuarios)
15. Comunidades online 2009 (Miguel Cornejo)
16. El modelo de la nueva agencia (diversos autores)
17. Web 2.0 (Antonio Fumero)
18. Más allá de Google (Jorge Juan Fernández)
19. Necesidades de formación para medios digitales (Guillermo Franco)
20. Crónicas argentinas (Juan Pablo Menezes)
21. Nosotros, el medio (Chris Willis e Shayne Bowman)
22. Cómo escribir para la web (Guillermo Franco)
23. Claves del nuevo marketing 2.0 (diversos autores)
24. Lan gran guía de los blogs (Francisco Polo)
25. Periodismo 2.0 (Mark Briggs)
26. Valores y criterios de la BBC (BBC)
27. Glosario básico de internet (Rafael Fernández Calvo)
28. Branding corporativo (Paul Capriotti Peri)
29. Los desafíos del periodismo (Media Matters)
30. 100 BM digital tips (Burson-Marsteller)
31. Comunicación local y nuevos formatos periodísticos en internet
32. La sociedad de control (Jose Alcántara)
33. Publicidad 2.0 (Paúl Been)
34. Software libre (Jordi Hernàndez)
35. Movilidad en la Pyme (José Colvée)
36. Planeta web 2.0 (Cristobal Cobo e Hugo Pardo)
37. La comunicación en medio sociales (IAB)
38. Twitter para quien no usa Twitter (Juan Polo)
39. El nuevo manifesto de la web 2.0 (Toni Martín-Avila e Jaime Lòpez-Chicheri)
40. Del 1.0 al 2.0: chaves para entender el nuevo marketing (org. eva Sanaguntín)
41. SEO: optimización de web para buscadores (IAB)
42. La empresa 2.0: cinco historias para triunfar con los medios sociales (Madrid Network)
43. Capitalismo cognitivo: propiedad intelectual y creación colectiva (vários autores)
44. La evolución de internet (Fundação Telefónica)
45. Lengua y tecnologías de la información y las comunicaciones (Fundação Telefónica)
46. El proyecto Facebook y la posuniversidad (Fundação Telefónica)
47. El español en la red (Fundação Telefónica)
48. La genereción interactiva en España (Fundação Telefónica)
49. Manual de herramientas digitales para comunicadores (Marc Cortés)
50. Los retos de la era digital (Observatorio de la ilustración gráfica)
51. El código 2.0 (Lawrence Lessing)
52. El imperio digital (Leando Zanoni)
53. Web 2.0 y empresa: Manual de aplicación en entornos corporativos (vários autores)
54. Reflexiones sobre periodismo (Esther Vargas e Sofía Pichihua)
55. Filopolítica: filosofía para la política (Antoni Gutiérrez-Rubí)
56. Micropolítica: ideas para la comunicación política (Antoni Gutiérrez-Rubí)
57. Las 10 claves empresariales para competir con éxito (Antoni Gutiérrez-Rubí)
58. 32 tendencias de cambio (Antoni Gutiérrez-Rubí)
59. Manual de periodismo y códigos de ética (Calandria)
60. Código de ética para la difusión de encuestas a la opinión pública (Apeim)
61. Guía para periodistas sobre biodiversidad y negociación internacional (Fundación Biodiversidad)
62. Reflexiones sobre comunicación, tecnología y sociedad (Carlos Arcila y Argelia Ferrer)
63. La investigación en periodismo digital (editores José Lassa y Fernando Turmo)
64. Protocolo de actuacion de los medios en caso de un desastre subito nacional (SNPAD)
65. Ciberjornalismo: metodos de investigación (eds. Marcos Palacios y Javier Noci)

Por Cleyton Carlos Torres, jornalista e blogueiro. É editor do Blog Mídia8!

Disponível em: Blog Midia8

Conheça a Biblioteca Virtual de Ciências Humanas

A Biblioteca Virtual de Ciências Humanas permite o acesso gratuito a um conjunto de bibliotecas virtuais desenvolvidas pelo próprio Centro Edelstein de Pesquisas Sociais ou em parceria com outras instituições. O acervo contém mais de 40.000 textos com sistema de busca por titulo o autor e se encontra em permanente expansão.

Destaques para:

Sociedade da Informação

Livros Brasileiros

Revistas Latino-Americanas em Ingles

Biblioteca Plataforma Democrática

Dayse Marie Oliveira Coordenadora

Fonte: http://www.bvce.org.br/