Brasil é segundo lugar em ranking iberoamericano de produção científica

Brasil ganha destaque na produção científica da Ibero América e alcança o segundo lugar no Ranking Iberoamericano SIR (SCImago Research Institutions), realizado pelo Grupo SCImago. Com a publicação de 163 mil artigos entre 2005 e 2009, o País ficou atrás apenas da Espanha, que publicou 204 mil artigos no mesmo período.

Mas na lista das institituição de ensino com maior representantividade científica na região o Brasil sae na frente da Espanha. O primeiro lugar da classificação é ocupado pela Universidade de São Paulo. Também ganham destaque nas cinco primeiras colocações a Universidade Estadual de Campinas (3º lugar), a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (4º lugar) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (5º lugar).

O estudo reúne os resultados científicos de instituições de Ensino Superior de 42 países da Ibero América. Foram avaliadas apenas as universidades que publicaram ao menos um paper científico na base de dados Scopus entre 2005 e 2009. Nesta edição, 1.369 atingiram o pré-requisito mínimo estabelecido pelo Grupo SCImago. O número é 225% maior do que na edição passada, quando foram consideradas apenas 607 universidades.

Ao todo, 71 instituições brasileiras integram o ranquing. Cada uma delas foi avaliada de acordo com os seguintes aspectos:

>> Produção Científica
Número de artígos publicados pelas universidades

>> Colaboração Internacional
Mede a relação dos artígos publicados pela universidade em colaboração com instituições de outros países

>> Qualidade Científica
Mede a relação entre a citação que a universidade recebeu e a média da citação mundial (segundo o procedimento do Instituto Karolinska)

>> Porcentagem de Publicações em 25% das Melhores Revistas do Mundo
Medida a partir do indicador de importância científica das revistas desenvolvido pelo Grupo de SJR SCImago

Além de oferecer uma visão geral para ajudar os políticos a identificarem de que forma os resultados das universidades se exncaixam nas metas dos planos nacionais vinculádos à área de Ciência e Tecnologia, o relatório do Grupo SCImago pode ser utilizado como método de avaliação para as instituições analisadas.

Países iberoamericanos mais produtivos:
1- Espanha
2- Brasil
3- México
4- Portugal
5- Argentina
6- Chile
7- Colombia
8- Venezuela
9- Cuba
10- Porto Rico

Confira na íntegra o Ranking Iberoamericano 2011.

Fonte: Portal Universia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s