Lançamento do meu 2º Livro: As tradições gaúchas e sua racionalização na modernidade tardia

Meu segundo livro As tradições gaúchas e sua racionalização na modernidade tardia será lançado oficialmente pela Editora Unesp no dia 27 de abril de 2011.

Será uma edição digital para download gratuito e quem quiser adquirir uma versão impressa poderá faze-lo solicitando diretamente na Editora Unesp.

Após o lançamento vou disponibilzar aqui no blog o link para o download gratuito da obra!

Quem tiver interesse em saber mais sobre essa obra pode acessar a entrevista que eu concedi a Radio Unesp e ler a sinopse do livro logo abaixo.

Boa Leitura!

Entrevista sobre a obra As tradições gaúchas e sua racionalização na modernidade tardia

Sinopse da obra As tradições gaúchas e sua racionalização na modernidade tardia

Este livro analisa a racionalização das tradições num contexto de modernidade tardia. A análise tem como ponto de partida as tradições gaúchas e sua manifestação nos Centros de Tradição Gaúcha (CTG). O estudo foi desenvolvido com base na bibliografia especializada sobre o tema e em uma pesquisa efetuada durante o ENART 2008 – Encontro de Arte e Tradição Gaúcha, realizado em 2008 na cidade de Santa Cruz do Sul – RS. Os estudos apontam que a modernidade tardia traz à tona a reflexividade e racionalização das relações, experiências e tradições. Tradições são (re)inventadas e, neste caso, (re)inventadas tendo o CTG como cenário e esta (re)invenção permite manter os vínculos e a sociabilidade do grupo sócio-cultural que se reconhece enquanto grupo e se diferencia dos demais por identificar-se em torno de símbolos, práticas, crenças e rituais que os une, pois é comum a todos eles, independente do espaço geográfico que ocupem. Na modernidade tardia o caráter de ludicidade atribuído às tradições (re)inventadas no CTG é o fio condutor para inúmeras relações que se estabelecem nesse cenário e é o combustível de todas as práticas e rituais vivenciados ali. A ludicidade das atividades dá sentido às práticas tradicionalistas e à toda tradição que foi (re)inventada e que passa a ser racionalizada no contexto de modernidade reflexiva. Essa apropriação do caráter lúdico das tradições e as relações estabelecidas no CTG a partir dos símbolos, práticas e rituais sinalizam que estamos vivenciando no Brasil um contexto de modernidade tardia. No contexto da modernidade tardia, a tradição racionalizada é uma maneira de evitar choques entre diferentes valores e modos de vida, uma vez que age como articuladora de atores e grupos sociais, entre as diferentes instâncias do mundo social.

Um comentário sobre “Lançamento do meu 2º Livro: As tradições gaúchas e sua racionalização na modernidade tardia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s